Cala a Boca e Escuta: “Changing the World, one word at a time” – Tudo que o mundo precisa ouvir.

Esses dias eu estava no Instagram e me surpreendi ao assistir um vídeo postado pela Cara Delavingne, eram tres vídeos de 15 segundos e a modelo ainda colocou o link na bio dela.

Eu fui conferir se o vídeo original era realmente bom, e querem saber? Ele é tudo que o mundo precisa ouvir, mesmo sendo voltado diretamente para os Americanos.

Bom, o vídeo é em inglês e não achei um legendado, então vou tentar explicar o máximo pra quem não fala a língua: Três meninas foram convidadas a representar sua performance no programa da Queen Latifa há um ano atrás. As três fazem parte de  Get Lit, uma organização com várias escolas em L.A. que possuem como intuito apresentar jovens à arte, literatura e poesia e os pedem para reivindicar a paz, criando poemas, decorando-os e reprensatando-os ao mundo.

O vídeo leva o nome do projeto, chamado “Changing the World, one word at a time” (Mudando o mundo,uma palavra de cada vez) e as três meninas que aparentam ter mais ou menos a minha idade falam de diversas questões que aflingem o mundo socialmente.

Elas começam dizendo ” As melhores lições que vocês já nos ensinaram, vocês nem sequer se lembram”. A partir daí elas aclamam tópicos como estupro, racismo, homofobia, exclusão social, diferenças econômicas, posse de arma e  censura.

Cada tópico começa com “Em algum lugar da américa” e termina com uma raiva e um desejo de mudança incrivelmente expressado nos rostos das garotas.

“We’re not allowed to talk about rape in school, we are thaugh that just because something happend, doesn’t mean you are allowed to talk about it.” – “Não nos é permitido falar de estupro na escola, somos ensinados que só porque algo aconteceu, não significa que você tem permissão pra falar sobre o assunto.”

“They build us shopping malls, so we forget about what we are really standing” – “Eles nos constroem shoopings centers, para esquecermos pra que estamos de pé.”

“There are things missings from our history books, but we were thaugh that is better to be silent than to make them uncomfortable” – ” Existem coisas faltando nos nossos livros de história, mas fomos ensinados que é melhor ser silenciado do que fazer com que eles se sintam desconfortáveis.”

“Somewhere in America, a privete school girl search for hours through boutiques to find the perfect prom dress, while the kids on her side search for hours in the lost and found, cause winter is coming soon and that’s the only jackect they have” – “Em algum lugar dos Estados Unidos, uma garota de colégio particular procura por horas em um shopping o vestido perfeito pro baile, enquando as crianças ao lado dela procuram por horas nos achados e perdidos, porque o inverno está chegando e aquele é o único casaco que eles tem.”

“Women are killed for rejecting dates, but God forbid I bring my girlfriend to prom” – ” Mulheres são mortas por rejeitar encontros, mas Deus me proíba de levar minha namorada ao baile”

“What did you learned in class today? Don’t talk loud, don’t speak loud, keep your hands to yourself, keep your head down” – ” O que você aprendeu na escola hoje? Não fale alto, não se pronuncie em voz alta, guarde suas mãos pra você, mantenha sua cabeça baixa.”

“If you feel someone is following you, pretend you’re in the phone” – “se setir que está sendo seguida, finge que está ao celular”

“The greatest lessons are the ones you don’t remember learning” – “As melhores lições são aquelas que você não lembra ter aprendido”

Get Lit já possui mais de 50 escolas em Los Angeles e mais de vinte mil adolescentes por ano representando poemas iconicos e respostas originais,transformando sua educação e suas comunidades através da arte e da consciencia social. ‘Reivindiqueseu poema, reinvindique sua vida'”.

Eu desejo um mundo com mais iniciativas como as das pessoas que fundaram essa escola; mas atitude como a dessas meninas que se pronunciaram para seu país; mais lutas pelos nossos direitos; por um mundo melhor.

Anúncios