Avaaz: como mudar o mundo em um clique

Acho que a melhor coisa da internet é poder fazer tudo sem precisar sair de casa. E tudo bem, eu sou do tipo que não gosta de ficar em casa, mas não é esse meu ponto aqui, e sim, que a internet nos permite fazer coisas grandiosas, de extensa repercursão com a facilidade de um clique no mouse. Um grande exemplo disso é o Avaaz.

*Se você não faz parte dos 43 milhões de pessoas que estão mudando o mundo, devia terminar de ler esse post*

Há um tempo atrás , minha irmã me pediu pra assinar alguma petição contra desmatamento ou algo assim, não me lembro muito bem. E eu fiz, porém me cadastrei com uma conta de e-mail que não usava com frequência. Por esses dias eu precisei voltar a utilizar essa conta, e quando abri reparei que ela estava lotada com e-mails do Avaaz.

Como eu não fazia mais ideia do que era aquilo, resolvi ler alguns dos e-mails e estou muito grata por ter feito isso, especialmente porque um dos que abri dizia assim:  ” Um e-mail recheado de boas notícias” .

Seu conteúdo fazia justiça ao título, porque dentro foram apresentados pequenos textos de farias matérias deles, muitas e muitas petições que deram certo com causas extremamente gratificantes, e eu faço questão de colocar cada uma delas aqui…

unnamed

“Durante anos, o magnata islandês Kristjan Loftsson matou centenas de baleias-fin, ameaçadas de extinção. Mas a matança acabou. Junto com parceiros, um milhão de membros da Avaaz forçaram o governo holandês a fechar seus portos para os navios do magnata. E nossos membros da Alemanha fizeram o mesmo. A partir daí criamos uma tempestade política e um rebuliço na mídia no Caribe, onde o navio de Loftsson tinha registro. Resultado: após anos de pressão, ele desistiu de continuar a caça!”

unnamed (1)

“Quando o assunto é direitos humanos, a Arábia Saudita é um pesadelo. Mas depois de terem bombardeado escolas e hospitais no Iêmen, surgiu um clamor na Europa por um embargo aos armamentos vendidos para o país. Quando os políticos da União Europeia começaram a vacilar, sob a pressão de poderosos lobistas sauditas, 740 mil membros da Avaaz se mobilizaram, inundando os parlamentares com mensagens e telefonemas. E conseguimos: pela primeira vez na história, um parlamento ocidental votou para banir a venda de armas para a Arábia Saudita! Agora a pressão é para que outros governantes sigam o exemplo da Europa.

“Nos telefonaram de países como Escócia, França e Iêmen, exigindo ação; A Avaaz teve um grande papel ao levar essa mensagem para o Parlamento Europeu””
unnamed (2)

 

“O pesticida RoundUp é o produto mais conhecido da Monsanto, responsável por 30% da renda da empresa. Quando cientistas da ONU afirmaram a probabilidade do RoundUp causar câncer, 1,5 milhões de membros da Avaaz pediram sua proibição imediata. O prazo para a Europa renovar a licença da Monsanto por mais 15 anos estava se aproximando, e foi aí que a Avaaz entregou as assinaturas da petição e milhares de pessoas escreveram e telefonaram para os governantes. No último momento, o apoio à proibição enfraqueceu e a Comissão Europeia foi forçada a adiar a votação! Vamos continuar nos mobilizando até conseguir essa proibição tão necessária para a saúde do planeta.”

unnamed (3)

“Após massacres terríveis contra civis em Gaza, quase dois milhões de pessoas exigiram que seis grandes empresas deixassem de lucrar com a ocupação militar israelense da Palestina. Nosso movimento enviou mensagens para CEOs, organizou manifestações de Londres a Ramalá, reuniu-se com o governo e funcionários corporativos e pressionou outros países a cortar os laços com as empresas em questão. E desde o mês passado, três delas se retiraram! É uma tática que está impactando a luta pela paz e liberdade.”

unnamed (4)

“Milhares de crianças sírias estão perdidas na Europa, sem seus pais e à mercê de traficantes infantis. Para minimizar o problema, 40 mil membros fizeram doações para apoiar advogados no trabalho de encontrá-las, fornecer assistência jurídica e garantir-lhes segurança. Dezenas de crianças já estão ganhando apoio: na semana passada, três garotos chegaram a Londres para reunir-se com suas famílias pela primeira vez em meses!”

unnamed (5)

“O primeiro-ministro da Somália acabou de se juntar a mais de um milhão de nós assinando ele mesmo a petição pela proibição permanente da Mutilação Genital Feminina (MGF). Especialistas em direitos das mulheres da Somália nos disseram que uma pressão global poderia ajudá-las a proibir a Mutilação Genital Feminina (MGF), mas nunca imaginamos que o primeiro-ministro da Somália, o ministro de relações exteriores e o ministro dos direitos humanos e das mulheres responderiam assinando também a petição! Trabalhando com essas lideranças, a UNICEF e sobreviventes, agora é provável que a MGF, procedimento feito em 98% das mulheres na Somália, torne-se ilegal no país.”

….

O post ficou grande, mas acho importante compartilhar cada uma dessas histórias, a Avaaz possui muitas outras em seu site oficial. Se vocês quiserem, se inscrevam, assinem as petições… O site até permite que você crie sua própria petição. Nós precisamos mudar muita coisa no mundo e não tenho nem palavras pra descrever minha gratidão por atitudes como a dessa organização, que dá voz as pessoas e que abrange causas que os governantes e líderes se esquecem.

Beijos e até a próxima!

 

Anúncios